sexta-feira, 13 de julho de 2012



Aromaterapia em animais


Há milhares de anos, os óleos das plantas vêm sendo utilizados em rituais e cerimônias religiosas, como medicamentos, ungüentos, perfumes e cosméticos, destacando-se sua utilização pelos egípcios, antigos mestres da perfumaria, os gregos que também os utilizaram largamente como remédios e cosméticos aromáticos, e os indianos, através da medicina Ayurvédica..
A aromaterapia pode ser utilizada para tratar tanto problemas emocionais,como físicos.
Os óleos essenciais assim com os florais carregam a essência da planta , sua vibração. Esses óleos tem uma força poderosa , e como se tivessem a ‘alma da planta “.
Os animais tem mais receptores olfativos – 200 milhões de receptores - que o ser humano cerca de 50 milhões , portanto a aromaterapia para animais tem que ser utilizada com cuidado , mas mesmo assim tem ótimos efeitos.
Razoes para utilizar a aromaterapia em animais.

diminuir agressividade
-minorar os sintomas de artrite
aliviar dores do câncer
diarréias
tratamento de dermatites seca
ajuda nas gengivites e mau hálito
depressão e ansiedade
melhora hiperatividade
para picadas de insetos
náuseas
micoses
cicatrizado de feridas


primeiros cuidados a tomar.

Os óleos essenciais não são essências , ou seja são altamente concentrados e não devem ser utilizados puros , eles precisam ser diluídos em outros óleos , chamados carreadores.
De um modo geral utilizamos uma a 3 gotas de óleo essencial para cada 10 ml de óleo carreador.
Podemos escolher os seguintes óleos,

Óleo de amêndoas doces
Óleo de semente de uva
Óleo de cenoura
Óleo de abacate
Óleo de girassol

Quais são os métodos para aromaterapia em animais

Podemos usar os aromatizadores ambientais
Usar topicamente , devidamente diluído em óleos carreadores ou em água destilada , ou filtrada , para a confecção de sprays..


IMPORTANTE. NÃO DEIXAR O ANIMAL INGERIR OS OLEOS , NUNCA!!!
Como escolher ou manipular um blend para o animal em questão

Há vários aromas consagrados para problemas específicos como dermatites , náuseas  etc , lógico podemos aproveitar desses conhecimentos que passaremos a seguir , mas na realidade deveríamos perguntar ao nosso paciente.
Você vai estranhar , mas como iremos fazer isso ao um animal , perguntar qual o aroma que mais lhe agrada.

Mas vamos lá , você gosta de passar um perfume que detesta

Então imagine Ter que ficar com esse perfume por horas. Então o que podemos fazer e,
Escolha um momento tranqüilo , em uma hora que o animalzinho não tenha se alimentado recentemente ou vá se alimentar , abra o vidro do óleo e deixe a uns 2 metros de distancia e vá aproximando devagar  , passe um pouquinho em sua mão e veja a reação do bichinho.
Se o cão rola , se esfrega  , você pode utilizar ate 3 vezes ao dia , passar sobre  o abdômen , evitando as áreas genitais.
Os sinais de um vivo interesse , cheirar por um longo tempo, lamber os lábios ou tentar lamber o frasco, pode ser utilizado duas vezes ao dia.
Os sinais de interesse moderado , Alguns sniffs,entao parece distante , mas uma pequena volta, ofereça uma vez ao dia.
Se o animal não se interessa de jeito nenhum , não se aplica.
Geralmente
Um animal vai querer usar o óleo por 3 a 10 dias . Não utilizar o óleo por mais de duas semanas sem aconselhamento de um profissional ,as vezes e preciso uma reavaliação do caso e mudanças nos aromas.
O êxito deste método se baseia no interesse do animal pelo aroma.
Por muitas vezes sabemos que animais não se interessam mesmo , enato vamos Ter que escolher por eles o mais adequado , respeitando quantidades mínimas de diluição

Aromaterapia em gatos.
Não e indicado aplicar óleos essenciais topicamente em gatos com raras exceções ,.Oferecer os óleos misturados em gel  com base água e não ultrapassar 10 gotas na mistura.
Falaremos adiante sobre óleos que contem fenois , proibidissimos para gatos

Ocorreu um erro neste gadget

The Daily Puppy